Grupo Medabil

Em época de crise, galpões industriais encontram novas aplicações.

10 de abril de 2011

Os galpões estruturais, pré-fabricados, infláveis e modulares encontram aplicações diferenciadas no atual momento, sendo empregados nos mais diversos segmentos e para as mais variadas aplicações. Para isto, também contam com novas tecnologias.

Num momento de crise como o que vivemos, os galpões estruturais, pré-fabricados, infláveis e modulares encontram aplicações diferenciadas? Este é o tema central desta reportagem especial da revista Logweb.

Neste sentido, Alexandre Dias, diretor da Alumitex (Fone: 0800 771.8533) – que fabrica, loca e vende galpões estruturais – diz que sim, pois, em períodos de crise, se torna necessário o armazenamento de produtos acabados e matérias-primas, pois muitas empresas não podem reduzir drasticamente o seu ritmo de produção, considerando que as vendas diminuem e a necessidade de estocagem aumenta.

Por sua vez, Luiz Carlos de Souza Pastore, da divisão comercial da Fix Implementos Rodoviários (Fone: 11 3318.3199), que fornece galpões industriais, lonas para sider e para carga seca (Vinitruck), diz que, em tempos de crise, podemos destacar o não pagamento de impostos, já que este tipo de estrutura não é considerado como área construída, “sem nos esquecermos da rapidez na execução/instalação, pois uma estrutura de até 1.000 m2 pode ser montada em até três dias”, afirma. Ele também lembra que por serem fruto de uma tecnologia sofisticada, as estruturas de membrana tensionadas normalmente possuem custos elevados em relação às construções convencionais. “Porém, atualmente a relação custo-benefício tem imperado e, levando-se em conta que estas estruturas podem vencer grandes vãos, podem também ser totalmente dobradas, desmontadas e/ou transportadas de acordo com a necessidade, sendo de grande vantagem em determinados casos”, completa.

Maristela A. Polimeno, gerente comercial da Galleon Estruturas Pré-Moldadas de Concreto (Fone: 11 4790.1503), que executa estruturas em concreto pré-moldado, lembra que este material se adapta a projetos comerciais, residenciais, rurais e institucionais (igrejas), mas podem ser executados de qualquer tamanho, logo se adapta às necessidades básicas dos clientes.

Quem também comenta o assunto é Anderson Ortiz dos Santos, coordenador da consultoria técnica da Medabil (Fone: 54 3273.4000), que atua com sistema construtivo metálico. “O grande diferencial de estruturas pré-engenheiradas é a rapidez que proporciona nas fases de projeto, fabricação e montagem, gerando o início de utilização do empreendimento de forma rápida e, consequentemente, podendo acarretar um retorno de investimento com maior rapidez, além de gerar menos desperdícios, que é uma forma de economia”, destaca.
“Os galpões estruturados oferecem respostas diferenciadas, pois são fáceis de montar e não necessitam de fundação para instalação”, destaca, por sua vez, Sebastião Luis da Silva, gerente comercial da Rentank (Fone: 11 4138.9266), que fornece galpões estruturados com fechamento em lona vinílica.

Por fim, Cláudio Bonetto, diretor industrial da Topflex (Fone: 11 3311.7878), que fabrica galpões estruturados revestidos em lona, galpões retráteis revestidos em lona e automatizados, também dá a sua opinião sobre este assunto: “as empresas que estavam com planos de expansão e com investimentos de produção em andamento optaram por armazenar seus produtos provisoriamente nos galpões industriais”.

Grupo Medabil planeja expansão com nova estrutura de negócios

19 de novembro de 2009

O Grupo Medabil, conglomerado de empresas do setor de estruturas metálicas que completa 42 anos de atuação, está buscando reforçar sua liderança e ampliar sua participação como fornecedor de sistemas estruturais para os setores de óleo e gás, petroquímico, celulose e papel, siderurgia e mineração, bem como para prédios de múltiplos andares e estádios esportivos.

Uma das iniciativas tomadas com este objetivo é a formação do Grupo Medabil, que passa a concentrar unidades específicas de negócios, além das áreas de ventilação natural (Sistar) e de iluminação natural (Sislux) que complementam os projetos desenvolvidos pela empresa.

A principal dessas unidades é a Medabil Sistemas Construtivos, atualmente carro-chefe dos negócios do Grupo, com três fábricas no Rio Grande do Sul (duas em Nova Bassano e uma em Nova Araçá), que concentram a produção e fornecimento de estruturas metálicas voltadas para construções leves dos mais diversos tipos, como indústrias, shopping centers, supermercados, centros de distribuição, etc.

Outra unidade é a Medabil Sistemas Estruturais, baseada na nova fábrica em Extrema/MG, inaugurada em 2008, com a meta de ampliar a participação da empresa nas grandes obras industriais previstas para a nova fase de expansão econômica do país e também em obras públicas – como pontes e estádios esportivos, especialmente tendo em vista a realização da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016.

Além dessas unidades de negócios, na nova estrutura também fica ligada diretamente ao Grupo a Medabil Assistência Técnica, que tem como principal objetivo aprimorar os serviços relacionados a todos os projetos desenvolvidos pela empresa no Brasil e no exterior.

“Nossa meta para os próximos anos é manter a média anual de crescimento em torno de 30%, ampliando nossa atuação com o fornecimento de sistemas estruturais para setores que deverão alavancar o desenvolvimento do país nos próximos anos, como o de óleo e gás, siderurgia, mineração e celulose e papel, e também para prédios de múltiplos andares e estádios esportivos”, ressalta César Bilibio, presidente do Grupo Medabil.

O executivo destaca que, para ampliar a atuação da empresa no setor de grandes obras, a Medabil investiu até o momento R$ 100 milhões na instalação da moderna fábrica de Extrema, Minas Gerais, que emprega atualmente cerca de 300 profissionais altamente capacitados. “Elevamos nossa capacidade de produção anual para 140 mil toneladas de aço com esta nova unidade e planejamos uma nova expansão com a instalação de uma quinta unidade no nordeste do país em 2010”, complementa César Bilibio.

Outra meta associada à expansão do Grupo Medabil é a consolidação da sua liderança na América Latina em obras que utilizam sistemas construtivos metálicos leves, como indústrias dos mais diversos segmentos, shopping centers, supermercados, centros de distribuição, dentre outros prédios. “Fomos pioneiros no desenvolvimento e aprimoramento de soluções para este tipo de obra, que apresenta um custo-benefício altamente competitivo se comparado a outras técnicas de construção”, destaca César Bilibio, lembrando que a empresa já executou mais de 40 milhões de m2 de obras no Brasil e em mais de 14 países da América do Sul, Central e África, muitas delas em parceria com grandes construtoras brasileiras.

Medabil

3 de julho de 2012

Não basta ter apenas produto para fazer uma venda no exterior. É preciso muito. A aposta da Medabil, referência no mercado construtivo metálico, para chegar a mais países foi estruturada em ações de inteligência de mercado. Conhecimento das peculiaridades e concorrência dos territórios em que pretendia ingressar, marketing, intensificação da força de vendas e estreitamento de relações com parceiros locais foram decisivos para expandir suas exportações nos últimos anos para a Venezuela, Cuba, Trinidad e Tobago, Moçambique, Gana, Panamá e Cabo Verde. Consciente de que a presença de uma empresa no cenário internacional requer visão de longo prazo, a empresa tem planos ousados para o mercado internacional, que deve representar, em média, 15% das vendas totais da companhia nos próximos anos. As oportunidades para a consolidação desta meta serão buscadas em países em desenvolvimento com necessidade de investimento no segmento da construção. Fundada em 1967 e com sede em Porto Alegre, a Medabil trabalha para oferecer soluções completas em projeto, montagem e construção de estruturas metálicas, atendendo diferentes empreendimentos de grande porte, como indústrias, shopping centers, supermercados, prédios de múltiplos andares, estádios, além de prédios de processos e pipe-racks, conforme suas unidade de negócios: Medabil Sistemas Construtivos, Açotec, Medabil Multiandares e Medabil Service. A empresa conta ainda com quatro unidades fabris: duas em Nova Bassano (RS), uma em Chapecó (SC) e uma em Serra (ES). Possui também escritórios comerciais em São Paulo, Belo Horizonte, Recife e Rio de Janeiro. Ao todo, são mais de 2.100 funcionários diretos.

Pages: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Next

Outras notícias relacionados

Medabil

Medabil na Feicon Batimat 2012

Medabil obtém Certificação FM Approvals

Programa Trainee Medabil 2010

Nova unidade fabril da Keko utiliza Estruturas da Medabil

tit_cadastro_footer




endereco
Mapa do Site |  desenvolvimento Prumos